sexta-feira, 29 de julho de 2011 3 comentários

Dádiva

É até ruim admitir, amor
Mas eu nada tenho pra você.
A não ser o maior amor do mundo,
Que é a melhor oferta também.
Mas eu só posso te amar de longe,
Escondido, baixinho e profundo
Sem ter você pra mim.
Mas não vou deixar que desapareça comigo
A vontade que tenho de amar você.
É onde te ofereço versos
Sobre o maior amor do mundo
Que seria sempre seu, de qualquer jeito.
Porém, te dou poesia ainda,
Porque foi como nasceu o amor
Triste, sofrido e imenso
Inspirando os versos que não terão respostas
Mas que seriam sempre seus, de qualquer jeito.
Só que se nada disso te bastar,
Tome então, minha vida,
Fonte do amor e da poesia,
Que seria sempre sua,
De qualquer jeito.



09/03/2010
terça-feira, 3 de maio de 2011 3 comentários

Presente

E hoje, eu posso exigir que você venha me buscar?
Posso pedir que me leve embora para sempre?
Tenho razão se eu querer só o teu olhar?
Se uma vez eu quiser que só de mim você se lembre?

E hoje, tenho o direito de só pra mim te querer?
Posso o meu amor por você assumir?
Tenho razão se disser que não quero esquecer?
Se hoje eu não quiser mais nada, só sorrir?

E hoje, posso pedir que seja só meu?
Tenho o direito de lhe pedir pra ficar?
Tenho razão se eu quiser todo o amor que é seu,
O que dirá pra mim se eu disser te amar?


30/04/2009
sábado, 29 de janeiro de 2011 5 comentários

Ponto de partida

Eu sei com certeza que você é início.
Na verdade, te cabe uma boa descrição:
               Você é começo constante.
E eu sei dizer o porquê.
O meu desejo por você não morre.
                Isso é início.
O amor que tenho por você me dá saudade.
                Isso é início.
A beleza que vejo em você não diminui.
O encanto do meu sentimento não se desfaz.
             Sei que isso é início.
Mas da mesma forma que você não termina,
Sou eu quem acaba.
E já que preciso ter um fim,
Que dele você seja o início.
Que meu último suspiro seja então
                          Seu.
Como foi cada pedaço da minha vida sem você.
Já que você sempre será o primeiro,
Te cabe também ser o último.
E se algum dia te ocorrer tal pensamento,
Perceba também que você foi sempre
                        O Único.


31 de dezembro de 2009


 
;