terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Ausência

Eu sei que por vezes eu gostaria que
Meus versos não fossem seus.
E que minha boca desejasse beijos
Que não os seus.
Às vezes que gostaria que não houvesse esse amor tão puro,
Que só me fez chorar... e sorrir.
Gostaria que você me livertasse desta paixão louca
Que me estremece o peito e acelera o coração
Eu sei que por vezes eu gostaria que não fosse fácil lembrar de você.
E que você não insistisse em trazer lembranças
Que me fazem tão bem.
Gostaria que eu pudesse te esquecer
E você não mais me sentir
(Porque eu sei que sente)
E que meu sentimento fosse pequeno e passageiro como deveria.
Mas e como ficariam meus sonhos
Sem você a os protagonizar?
E como ficaria o meu pensamento
Sem pra você voar?
Sem você, não haveriam ilusões
E eu teria descanso de sofrer.
Mas, meu amor, porque insiste
Em fazer da minha procura dolorida
Meu maior - e único - prazer?


Weena Potter 17/01/08>

0 comentários:

Postar um comentário

 
;