domingo, 30 de agosto de 2009

Meus Versos

"Não espero que alguém veja beleza em meus versos. Nem que os repita para o mundo. Não espero que alguém venha a se encantar com eles e nem que me peçam para nunca parar de escrevê-los.
Não é para isso que os invento.
Eles existem porque eu os criei, e o fiz porque foi pra isso que eu nasci. Escrevo porque amo e não tenho outra forma de dedicar ao meu amor qualquer outra coisa.
Imagino, sim, que possam achar que faço pouco. Mas lhes digo que meus versos são tudo o que tenho. E me orgulho deles porque são puros.
Hoje, te escrevo não por ter um motivo especial, mas porque quis tê-lo por perto. Quando o faço, é quase como se estivesse aqui comigo, apesar de estarmos separados por longa distância. Eu o amo, e você será o único que sempre poderá dizer que possuiu meus versos. E mesmo aqueles que não escrevi são seus, pois se algum dia encontrar outra maneira de ter você, ainda lhe farei versos, só terei um motivo a menos.
Lhe escreverei porque eu nasci pra isso.
E você os terá porque os merece".

Weena Potter 21/06/08

3 comentários:

Pedro Augusto disse...

sabe o que eu mais gosto de ler sues poemas? é a simplicidade com que voce escreve, e eu penso... é uma garota, que escreve tao bem quantos muitos autores velhos e cardundas... e o melhor, eu nao preciso fingir só pra te deixar feliz, porque a medida que eu vou lendo, minha boca vai se levantando em um sorriso, que quando acabo de ler, é dificil de desarmar =D

Nathan Sam xD disse...

Quando eu leio coisas assim como esse poema, me vem quase o sentimento de um dejavi, é como se eu encontrasse nas palavras de cada ser humano um pouco do que preciso ler. Gostei do poema. "Lhe escreverei porque eu nasci pra isso.", é aí que mora a beleza!

Marúzia disse...

Seus poemas são muito espontâneos, e acho que a simplicidade que possuem se deve pelo fato de serem verdadeiros, puros. Eles me transmitiram serenidade e ao mesmo tempo intencidade. Escrever, realmente é uma coisa que faz parte de você.
beijos

Postar um comentário

 
;